As Redes Sociais Não Socializam



Quem não tem um perfil no Facebook tem a sensação de que está isolado de um mundo onde só os que possuem têm acesso, de fato isto é verdade. Através de uma conta nas redes sociais é possível acessar fotos, vídeos, características pessoais e os gostos mais profundos dos "amigos". Na era das cartas, enviadas pelos Correios, a mensagem era resumida em algumas folhas e em épocas especiais, poucas fotos. Atualmente, é possível escrever centenas de páginas e enviá-las a várias pessoas ao mesmo tempo em segundos. O avanço é gritante, mas as pessoas não estão se socializando mais que antes.

Há algumas décadas todas as cidades tinham seus pontos de encontro, onde os jovens se conheciam e se encontravam. Com a internet, a possibilidade de conhecer alguém na rua caiu muito. Hoje muitos preferem acessar as salas de bate-papo virtuais denominadas por cidade e idade. Não podemos nos esquecer do orkut, criado em 2004 e que possui cerca de 27 milhões de usuários brasileiros, mas que recentemente foi ultrapassado pelo facebook, com cerca de 30 milhões atualmente (Fonte: Olhar Digital). Com todas essas ferramentas, é evidente que ficou muito mais prático entrar em contato com pessoas que tenham gostos semelhantes aos nossos, por isso grande parcela dos adolescentes optaram por estarem mais presentes no mundo virtual do que o real. É muito comum que nas escolas os alunos de uma mesma classe não conversem entre si, mesmo que seja no recreio, porém trocam muitas mensagens uns com os outros através da internet. Podemos lembrar também dos que não desgrudam do computador para sair com os amigos. Os tímidos por sua vez, em vez de combater os entraves que inibem a socialização, encontram seu refúgio na tela do computador. 

Por mais que em um perfil tenha cada vez mais contatos, ou melhor, "amigos", quantos deles o encontro real poderá ser realizado? É possível uma pessoa comum ter 200 a 900 amigos? É claro que muitos adicionados são pessoas que de certa forma não mantemos contato, inclusive os velhos colegas da escola, mas eles estão lá. Se você fizer uma reflexão, quantos amigos você tem para sair (cinema, boate, shows, restaurante etc.)? Mesmo que você seja uma boa pessoa e tenha boas intenções, jamais poderá conhecer pessoalmente muito dos seus "amigos" virtuais. E mesmo que os que estão por perto, não se sentirão muito a vontade quando eventualmente passar ao seu lado. Alguns nem vão te dizer um "oi" e outros vão te ignorar e não irão te reconhecer. Com o tempo, todo o bate-papo cai na rotina e as conversas não irão sair do- "olá, tudo bem?". Se quiser conversar com algum amigo real, que seja pessoalmente. As novidades não são diárias, por isso o bate-papo virtual cai na rotina rapidamente. Deixe para trocar mensagens apenas de caráter de urgência.

Conhecer pessoas na internet com os mesmos gostos que o nosso, pelo menos no começo, pode ser muito legal, mas é muito melhor conhecer o amigo de verdade, mesmo que não tenha algumas semelhanças que as nossas. O laço da amizade geralmente não se constrói nas bases virtuais, com horas e mais horas na tela de um computador e dedos colados no teclado. Ele se constrói na vivência, nas expressões corporais. Por mais que se tenha webcam e a possibilidade de ouvir a voz do outro em tempo real, não substitui sentar em uma mesa e conversar olho no olho, pessoalmente. Grande parte do que se vê no mundo virtual é pura ilusão. Os verdadeiros amigos são aqueles que estão ao seu lado, fazendo parte do seu dia, indo no seu aniversário e até mesmo comparecendo no seu velório algum dia. É muito mais fácil viver na internet porque evitamos os golpes que a vida dá, como as decepções e as ilusões, mas os golpes fazem parte da vida. Lutar contra eles torna o indivíduo mais forte e experiente para vivê-la. Tudo de ruim que pode acontecer na socialização não é nada quando se encontra, pessoalmente, o verdadeiro amigo ou até mesmo o grande amor da sua vida.

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Nossa, muito legal!
    Confesso que eu adoro a internet e não fico um dia sem entrar. Mas eu sei quais são os lados positivos e os negativos.
    O facebook, por exemplo, através dele eu mantive contato com muitos amigos queridos, reencontrei muitas pessoas e isso é bom. Muitas vezes com a correria do dia não temos tempo de marcar alguma coisa, os horários não batem, mas o facebook acaba facilitando o contato, mesmo através de um recadinho.
    Concordo quando diz que nada melhor quando nos encontramos pessoalmente. Alguma pessoas utilizam tanto o virtual que acabam até namorando virtualmente, o que eu já acho um exagero.
    Gosto do mundo online, mas sou muito a favor do olho no olho, de estar ali, presente fisicamente e não somente virtualmente.

    Chris.

    ResponderExcluir

- Sem palavrões
- Deixe seu e-mail para que avise a você quando tiver respondido o seu comentário

Seu comentário é muito importante! Faça sua pergunta e irei te responder assim que possível!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...