Justin Bieber e Seu Mau Exemplo Para os Jovens


Os ídolos exercem grande influência nos comportamentos e personalidade dos jovens. No período da adolescência é comum acontecer o encantamento por algum cantor ou ator em evidência na mídia. Rotineiramente sabemos de fãs esperando dias em filas para obterem os melhores lugares nos shows, horas de espera no aeroporto para apenas verem pessoalmente seus astros passarem distantes, geralmente saindo por uma alguma porta dos fundos, e quando recebem um simples e discreto aceno, ficando satisfeitos quando na verdade esperaram por uma foto. Há tempos que a juventude se inspira em algum ídolo. A forma de gostar e de se dedicar permanecem as mesmas há mais de 50 anos atrás. Porém é perceptível que apesar da necessidade da influência dos jovens permanecerem a mesma, os comportamentos desses ídolos frequentemente são de maus exemplos, sendo completamente negativos para seus fãs.

Tive vontade de escrever este texto após de parar em uma banca de jornal e ver as capas dos principais jornais. As notícias sobre as atitudes de Justin Bieber no Rio de Janeiro me causaram preocupação com nossos jovens, além de uma sensação de revolta e impotência frente ao desrespeito de nossas leis.

Desembarcando no Brasil na sexta-feira do dia 02/11/2013, Justin Bieber, eleito a celebridade mais odiada dos EUA, desembarcou com seu ego inflado, sua imaturidade inconsequente e trouxe péssimo exemplo para nossos jovens. O cantor dançou muito e utilizou playback, ou seja,  não cantou. Ele largou o show sem se despedir após levar uma garrafada, visitou termas e saiu de um deles enrolado em um lençol, pegou pesado nas baladas, fez gestos obscenos para os fotógrafos - até convidou um deles para fazer sexo oral, pichou o muro do antigo e histórico Hotel Nacional (RJ) e agrediu verbalmente um grupo de fãs. 

 (Fazendo gesto obsceno para fotógrafos)

 (Em uma das noitadas - bebidas e descontrole emocional)

(Saindo de um prostíbulo enrolado em um lençol)

 (Convidando fotógrafo para sexo oral)

(Saindo com algumas prostitutas)


(Pichando o muro do antigo e histórico Hotel Nacional)


Após chegar mais de uma hora atrasado, Justin leva garrafada e abandona show:



Violência na retirada de um fã que invadiu o palco:



Desabafo do fã após ser agredido verbalmente pelo próprio astro:



Após a grande repercussão negativa da mídia, o próprio Justin Bieber desabafa através do Instagram: “Sou louco, sim. Isso é só o que o jogo fez de mim. Talvez precise substituir minhas caretas e talvez precise evitar as pessoas que não fazem com que me lembre de quem sou, mas vou sempre lembrar de quem sou."

É perceptível que o comportamento de Justin reflete o conflito gerado pelo despreparo psicológico que a fama juntamente com o assédio dos fãs e da mídia faz com um simples adolescente. Apesar de ser um astro mundial, tem apenas 19 anos. A falta de limites e imposição com uma postura rígida dos pais ou de uma figura familiar faz com que os jovens influenciados por ele tomem tais comportamentos como normais e até mesmo positivos, frente ao sentimento da prepotência no período da adolescência. Se ele tivesse visitado hospitais infantis, orfanatos, escolas públicas teria feito boas ações, dado bom exemplo e ainda evitaria a grande repercussão negativa da sua passagem pelo Brasil.

O que você, como acha que estes e semelhantes comportamentos influenciam os jovens?

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Olá!

    Dei uma boa lida em algumas opiniões sobre as principais notícias da semana e me sinto em um impasse: cansada de ler sempre mais do mesmo, mas, ao mesmo tempo, indignada e querendo colocar isso pra fora através de palavras porque é natural de mim ter essa reação a fatos assim.

    Então, ler o teu post me incentivou a desabafar e tentar desatar esse nó da garganta, começando pelo "caso Justin Bieber":

    O cara tinha um futuro brilhante pela frente. Era um jovem cantor promissor quando começou. Lembro da época em que "Baby" tocava incessantemente em todas as rádios, aquela música que viraliza e gruda na cabeça. Aí, então, começou o sucesso de verdade e o cara que tinha tudo pra continuar sendo um exemplo pras crianças e jovens se tornou isso, esse ser que não é digno nem do adjetivo mais chulo que eu encontrar.

    Não sei se eu sou louca, se esse pensamento é só meu, mas o que é que um cara desses sente ao deitar e colocar a cabeça no travesseiro? Sozinho, só ele e os pensamentos, as luzes apagadas, longe dos holofotes, das câmeras, dos fãs - que ele tanto menospreza -, de tudo, será que ele reflete sobre as besteiras que fez durante o dia? Acho difícil, porque se isso acontecesse aposto que no dia seguinte ele não seria capaz nem de sair do quarto. Sei lá, ainda tenho uma teoria de que (algum)as pessoas quando ficam famosas chegam a um patamar em que nenhum pensamento real é capaz de se fixar. Elas tornam-se imunes a tudo isso. E tornam-se máquinas que fazem besteiras, falam porcarias, tudo isso para não perderem o espaço na mídia.

    Bom, concordo com tudo o que tu falou no post. Tudo, sem exceção. E acho que muita gente pensa assim. Uma pena ainda existir plateia pra aplaudir os espetáculos de menino mimado do Justin. Uma pena ter gente que paga 3 mil reais para visitar o camarim dele para não receber nem uma palavra amigável, nada. Uma pena gostar tanto de alguém e só ver notícias ruins sobre ele na mídia.

    Acho que o mesmo acontece com Miley Cyrus. A menininha da Disney que virou "isso", essa rebelde sem causa, que só quer saber de aparecer.

    Todas pessoas de mente fraca. Pessoas manipuláveis. Pessoas sem identidade que se vendem, se moldam e acabam se tornando esses monstros que funcionam com base nas aparições em revistas e sites. Ainda são seres humanos, sim, e são dignos de pena.

    Um dia ainda tenho vontade de conversar com uma pessoa assim, pra saber o que diabos passa em sua cabeça. Mas, até lá, continuo guardando tudo isso pra mim - ou vez ou outra publicando num blog que sempre leio e curto demais ;)

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. isso é q da super valorizar artista de fora, quando chega aqui faz o bacanal. ele é um muleque com muita grana.

    ResponderExcluir
  3. **comentario escrito de teclado que nao tem portugues como idioma disponivel***


    Justin Bieber esta sendo ameacado de deportacao nos EUA por causa das suas meninices sem fim.Ha pouco tempo conferi o Por Tras da Musica sobre, a banda The Police e vejo uma grande diferenca do que e musica hj e o que era musica nos anos 80.

    Hoje cantoras e cantores sao precisam ser mais embalagem do que talento.As letras de hj e de 20-30 anos atras mostram a decadencia no mundo da musica.Se Sting cantava que nao suportaria perder a sua amada, Maroon 5 diz abertamente nas suas letras que ele nao ta nem ai se ele se comporta como um menino mimado que feriu os sentimentos da mulher. Lindo,nao?

    E a nova geracao vai colhendo,aceitando esse vomito pop que de substancia cultural nao tem nada,mas ao mesmo tempo forma comportamentos e perspectivas tomadas como verdade.Tenho pena desses adolescentes que o tem como modelo de vida..Precisamos de referencias melhores na midia.

    Gisley Scott.
    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir

- Sem palavrões
- Deixe seu e-mail para que avise a você quando tiver respondido o seu comentário

Seu comentário é muito importante! Faça sua pergunta e irei te responder assim que possível!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...