A Saída De Joaquim Barbosa


Desde que foi indicado ao cargo de Ministro do Supremo Tribunal Federal, em 2003, pelo então presidente Lula, Joaquim Barbosa chamou atenção dos brasileiros pelo seu estilo rígido e imbatível nos casos de corrupção onde foi responsável pela condenação de seus protagonistas. Muitos deles, como José Dirceu, José Genuíno, Delúbio Soares, Marcos Valério, Henrique Pizzolato e Valdemar Costa Neto, eram braços direitos de Lula e Dilma Rousseff, atuando nos pilares do Partido dos Trabalhadores (PT). Barbosa, filho de pedreiro, sempre estudou em colégio público, decidiu sozinho morar em Brasília aos 16 anos de idade, conseguindo notoriedade na carreira jurídica através de concursos públicos. Seu apogeu foi em 2012, quando tomou posse como Presidente do Supremo Tribunal Federal. Sua atuação conseguiu mostrar ao Brasil que é possível colocar os grandes políticos e milionários na cadeia, mesmo que as prisões dos mesmos sejam contra os interesses do governo. Seu notório mandato mostra que ainda existem pessoas que não são compradas por dinheiro sujo que muito corrói e envolve uma grande parcela dos políticos brasileiros. Ao anunciar sua aposentadoria antecipada em 29 de maio de 2014, em virtude de ameaças por parte de integrantes do PT ao sair de um restaurante e também por intermédio de ligações telefônicas, nas quais lhe diziam: - sua hora está chegando, simplesmente expõe a fragilidade e a pressão sofrida por quem simplesmente faz o seu serviço combatendo o desvio de dinheiro público. 


 "Vossa excelência não está na rua não. Vossa excelência está na mídia, destruindo a credibilidade do Judiciário brasileiro. É isso. [...] Vossa excelência quando se dirige a mim não está falando com os seus capangas do Mato Grosso, ministro Gilmar. O senhor respeite." - 22/04/09 - Em discussão com o ministro Gilmar Mendes

"Nós queremos fazer nosso trabalho. Fazer nosso trabalho e não chicana." 15/08/2013 - Em discussão com o ministro Ricardo Lewandowski, durante julgamento do mensalão do PT

"Lamento profundamente que um ex-presidente da República tenha escolhido um órgão da imprensa estrangeira para questionar a lisura do trabalho realizado pelos membros da mais alta Corte do país." 28/04/2014 - Em resposta a Lula por críticas sobre mensalão

"Temos uma maioria formada sob medida para lançar por terra o trabalho primoroso desta Corte no segundo semestre de 2012. Isso que acabamos de assistir. Inventou-se um recurso regimental totalmente à margem da lei com o objetivo específico de anular a reduzir a nada um trabalho que fora feito. Sinto-me autorizado a alertar a nação brasileira de que esse é apenas o primeiro passo. É uma maioria de circunstância que tem todo o tempo a seu favor para continuar sua sanha reformadora."  27/02/2014 - Após decisão do STF de absolver condenados do mensalão de formação de quadrilha

"Há coisa mais absurda que o advogado ter seu escritório durante o dia e à noite se transformar em ministro?" 5/02/2014 - Ao criticar advogados que atuam como juízes eleitorais

"Nós temos partidos de mentirinha. Nós não nos identificamos com os partidos que nos representam no Congresso, a não ser em casos excepcionais. Eu diria que o grosso dos brasileiros não vê consistência ideológica e programática em nenhum dos partidos. E nem pouco seus partidos e os seus líderes partidários têm interesse em ter consistência programática ou ideológica. Querem o poder pelo poder." 20/05/2013 - Ao comentar proposta de reforma política após manifestações

"Me deixa em paz, rapaz. Me deixa em paz. Vá chafurdar no lixo como você faz sempre. [...] Palhaço."  05/03/2013 - Após ser abordado por repórter do jornal 'O Estado de S. Paulo'

O senhor é revisor. Me causa espécie vê-lo se pronunciar pelo desmembramento quando poderia tê-lo feito há 6 ou 8 meses antes que preparássemos toda essa... [...] É deslealdade." 02/08/2012 - Durante julgamento do mensalão em debate com Ricardo Lewandowski


Apesar de seu estilo durão, em público Barbosa esbanja simpatia e simplicidade, sendo visto frequentemente ao lado de sua namorada, a advogada Handra Meia Amorim, de 25 anos. Eles se conheceram em uma banca de jornal do Leblon (RJ).
Handra Meira Amorim,
Handra Meira Amorim,
Handra Meira Amorim,

Joaquim Barbosa e sua namorada

A falta de empenho por parte da presidente Dilma, que não trabalhou para que os responsáveis pelas ameaças sejam identificados e punidos, de acordo com a Lei, apenas faz supor o quanto sua imagem está fragilidade diante dos escândalos de corrupção de seu partido (PT). Em contraste com sua atuação polêmica, pragmática e imponente, a aposentadoria revela sua fragilidade e falta de amparo das esferas judiciárias. No lugar de Barbosa, assumirá Ricardo Lewandowski, caracterizado pelas manobras que visavam aliviar as penas e dar liberdade aos condenados do Mensalão.







Infelizmente, se tratando das esferas políticas e de Lewandowski, o pior ainda está por vir...

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Olá
    Ler isso dá até tristeza. Infelizmente aqui nesse país os poucos que tentam fazer algo bom e certo sofrem isso, ameaças, insultos. Enquanto isso os ladrões do mensalão são aplaudidos na rua como se fossem bons. Parece que tá tudo invertido e como vc escreveu, só nos resta esperar até pelo pior...

    Boa semana pra ti
    Ivana

    http://omundinhoderebecca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, a pressão que ele sofreu deve ser gigante...
    O único que eu ainda acreditava com caráter...
    Os outros todos são do tipo que não consigo confiar, nem votar, nem acreditar que não seriam capazes de pressionar para que a verdade se cale...
    Bjs, Lu
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa gostei de conhecer =O
    Beijos!!
    www.yarasousa.com

    ResponderExcluir

- Sem palavrões
- Deixe seu e-mail para que avise a você quando tiver respondido o seu comentário

Seu comentário é muito importante! Faça sua pergunta e irei te responder assim que possível!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...