33 Anos Sem Elvis Presley


Em 16 de agosto de 1977, o mundo perdia Elvis Presley. Ele é o maior vendedor de discos e cd's de todos os tempos, estima-se que já tenha alcançado a marca de 2 bilhões de discos (mídia vinil e cd juntos). Já reparou que ele sempre está em evidência? Lembro-me que na minha infância e no começo de minha adolescência eu prestava atenção nas músicas que cantavam nos programas de televisão (tanto nacional quanto internacional) e não via nada de especial nelas, sentia falta de algo que me surpreende-se. Não se tinha o acesso que se tem hoje à internet e naquela época achava que tudo o que tinha sido lançado há mais de 4 anos já era batido, velho; uma resistência às coisas antigas de quem jamais tinha ouvido e prestado atenção, mas só de saber que era antigo, já me fazia ter uma certa distância.


Até que na Copa do Mundo de 2002, a Nike lançou o remix "A Little Less Conversation". Na época eu costumava dormir cedo, às 21 horas, pois tinha que acordar 5 horas da manhã para ir ao colégio e no ônibus da escola um amigo meu veio me perguntar se eu tinha visto o comercial da Nike; - "Aí, o comercial muito maneiro e tem uma música muito legal, acho que é do Elvis". Aquilo me chamou a atenção. Como que uma coisa velha estava em um comercial da Copa do Mundo e um garoto da minha idade (12 anos) ainda disse que é legal. Acabou que tinham me deixado curioso, pois na sala de aula outros amigos meus também comentavam o tal comercial. Chegou a noite e fiquei na sala no colo na mamãe vendo televisão e estava lá o comercial. A voz "... little less conversationnnnnnnnnnnnn...." já me fez sentir que tinha algo anormal naquilo tudo, quando veio a melodia misturado com as batidas e aquela voz eu fiquei querendo cantar e ouvir novamente. Minha mãe tinha comentado: - "Ihhh, o Elvis. Ele canta tão bem". Fui dormir revendo o meu conceito de coisas antigas e me perguntando o porquê de um cantor que eu achava que era da década de 20 para 30 (quanta ignorância, não?!) cantava tão bem quanto as pessoas que até hoje impõem terror na televisão e no rádio. Para minha surpresa a música do homem também foi parar nas rádios e quando me dei conta já estava esperando para comprar o cd.




Vieram as eleições de 2002 e mamãe votou no Lula, depois me levou no supermercado para comprar o cd do Elvis que já estava esperando há alguns meses e olha que era só por causa da música "A Little Less Conversation", afinal quando eu via as pessoas comprarem algum cd elas sempre escutavam duas ou três músicas, afinal as outras são ruins e as que fazem mais sucesso são audíveis. Cheguei em casa e fui correndo para o som, a primeira faixa foi "Heartbreak Hotel", seguindo de "Don't be Cruel", foi hipnotizador. Estava diante da boa e radiante música. Começava ali a conhecer, admirar, amar o maior ídolo da minha vida.

Depois da educação dos meus pais e dos ensinamentos de Jesus Cristo, nenhuma outra pessoa me ensinou tantas outras coisas como Elvis Presley. Ensinou-me a ser humilde, a ter carinho e amor aos outros sem levar em conta a posição social delas, a ter respeito, a não se importar com o que os outros vão dizer se for diferente por seguir a sua personalidade e me ensinou também a ter fé.

Ele não é apenas considerado o melhor cantor de todos os tempos, mas o artista mais completo também, com 31 filmes estrelados e alguns muito bons e com boas declarações da crítica. Vale também ressaltar que foi o precursor em usar vídeo clip e o primeiro artista a fazer um show transmitido via satélite, o Aloha From Hawaii, em 1973.



O que alguns ainda não sabem acerca de Elvis é sobre o uso das drogas, principalmente aqui no Brasil, onde muitos acham que ele fazia uso de drogas ilegais; cocaína, crack etc. Tudo mentira. Elvis usava drogas totalmente lícitas e o vício foi desencadeado por uma série de problemas na saúde, o que o levou a usar inúmeros medicamentos, criando um círculo vicioso, onde o médico particular do cantor, dr. Nichopoulos, ao invés de resolver os problemas de saúde, acabou prolongando-os para que Elvis estivesse sempre dependente de remédios e consequentemente, dele, fato que gerou milhões para a conta bancária do médico. Após a morte do Elvis, Nichopoulos teve a sua licença cassada, o que impede de exercer a sua profissão até os dias atuais.

O que chama muita atenção são os shows de Elvis, principalmente os dos anos 70. É evidente o poder vocal e a presença de palco, fora a delicadeza com os seus fãs. Hoje em dia muitos dublam ou até usam aqueles retornos nos ouvidos para poderem ouvir os instrumentos como um todo, mas Elvis só usava o retorno em caixas de sons que ficavam na frente do palco.






Até hoje dizem que Elvis não morreu, de fato existem algumas evidências que levam a deduzir isso, mas enquanto os próprios fãs discordam, a grande certeza é que não estamos órfãos dele. Elvis Presley continua mais vivo do que nunca e jamais irá parar de fazer o que mais fazia, encantar os nossos corações e nos passar boas mensagens. 





Obrigado, Deus por mandar Elvis! Obrigado, Elvis, por cumprir a sua missão!





Fontes: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_recordes_de_Elvis_Presley

Comente com o Facebook:

3 comentários:

- Sem palavrões
- Deixe seu e-mail para que avise a você quando tiver respondido o seu comentário

Seu comentário é muito importante! Faça sua pergunta e irei te responder assim que possível!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...