7 Dicas Para Salvar o Seu Casamento


O casamento é uma das coisas mais lindas na vida porque é a partir dele que você encontra alguém que possa estar junto por muitos longos anos. Tempos atrás era quase que uma lei duas pessoas ficarem juntas ao dizer o famoso "sim" na cerimônia que celebra a união, hoje em dia o "sim" pode valer apenas por algumas horas, dias, semanas, meses ou poucos anos. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou que em 2009 o número de casamentos (914.799) diminuiu 2,3% (cerca 21.403) em relação a 2008. Foram inúmeras reformulações que o mundo contemporâneo passou, junto com a possibilidade de divórcio, a independência feminina e até a liberação do sexo com as pílulas anticoncepcionais. Se tais reformulações descaracterizaram ou enfraqueceram o casamento, é quase certo, no entanto casar pode ser uma coisa de grande felicidade na vida do casal. Consequentemente, as pessoas que ainda estão juntas, provavelmente estão satisfeitas. Com a vivência vem o lado bom e o ruim. Quando o bem supera os fatores negativos ou quando os negativos superam os positivos? Se você está vivendo este lema e está disposto a salvar o seu casamento, esta postagem irá te ajudar.


1 - Veja o que está dando errado

Quando eram apenas namorados as coisas costumavam ser mais simples e cada um poderia se afastar dos conflitos que de vez em quando acontece entre o casal. No casamento as coisas não são mais assim. O conflito passa a ser direto. Comece a observar o que imaginava quando você pensava em se casar, como era quando estavam namorando e do que não está gostando no casamento. Alguns problemas surgiram ao se casarem e outros continuam os mesmos desde quando eram namorados. Converse com o seu marido/esposa e diga que está disposto a mudar o lado ruim e que irá precisar da ajuda dele/dela, assim cada um poderá fazer uma lista com as coisas que um não gosta no outro e do casamento em si. Coloque desde os atos do outro que te deixa triste até o modo ele/ela organiza a casa. Não deixe que passe absolutamente nada.


2 - Compare as felicidades e as infelicidades
Em qualquer fase do relacionamento ocorre período onde a infelicidade é maior que a felicidade. Quem nunca se decepcionou com o outro em algum momento? Assim também existem momentos felizes. O ideal é que haja uma balança para saber até onde a infelicidade está tornando-se maior que a felicidade. É praticamente como a balança comercial favorável de um país. O lucro da exportação tem que se maior que o custo total da importação. Se o casamento está com a balança negativa há algum tempo é hora de começar a observar como e por que os momentos infelizes ocorrem e como você mesmo pode mudar. Se as coisas tiverem ao ponto do outro poder ajudar, é bom que os dois comecem a trabalhar em cima da lista. Se isto não for possível, os seus atos irão interferir diretamente e indiretamente no seu cônjuge e quando a balança estiver dando positivo, converse e mostre que ele/ela também pode mudar.


3 - A outra/outro está disposta/disposto a mudar?

Um dos piores e mais chatos tipos de pessoas são aquelas que se acham as melhores e que todos ao redor dela estão errados e somente ela está certa. Um sempre estará correto e o outro errado. Somente você terá que mudar e pedir desculpas pelos atos que desagradou ela/ele e o relacionamento em si. Entrar em contato direto com a pessoa não será um dos melhores caminhos, pois irá ter uma discussão e no final você que terá que pedir desculpas por "agredir" ele/ela e fazê-los brigar. E o que era para mudar, continuará a mesma coisa. Faça a sua parte e lute pelo casamento. Assim o seu esposo ou esposa não terá como reclamar diretamente sobre você. E quando reclamar, mostre o que fez de bom e o que ele/ela deixou de fazer para que tivesse harmonia. Mostre que o diálogo é a chama fundamental no relacionamento e que ninguém é perfeito. Dois procurando buscar a felicidade no casamento é melhor que um. Se os dois querem ser felizes, um pode ajudar o outro. E a mudança pode ser interior como exterior, assim um pode melhorar e até mudar o jeito desagradável de agir em determinados momentos, como também os dois podem se ajudar a conquistar um imóvel próprio ou um outro imóvel, carro ou a viagem tão esperada.


4 - Saia da rotina

 O relacionamento está bem e você ama a outra pessoa e ela te corresponde, mas algo não está legal contigo. Talvez você deixou de cuidar de si e/ ou o relacionamento caiu na rotina. Mesmo estando casado, você tem que ter seus momentos. Ir a determinados lugares sozinho/sozinha, fazer o que gosta, como praticar o seu esporte favorito até separar umas horas para ir ao salão e ver as amigas para colocar o papo em dia. Sempre com respeito. Jamais faça algo que não gostaria que o outro fizesse com você. E quando saírem juntos, vão a lugares diferentes, façam coisas que nunca fizeram (pular de parapente/paraglider), viajar, ir ao motel, pegar uma sessão de cinema. Façam uma programação de coisas que sempre quiseram fazer juntos. Vão a um restaurante diferente, a um baile. Compre até o livro Kama Sutra e inove nas posições sexuais saindo do papai-mamãe.


5 - Dê um tempo das crianças

Criança é tudo de bom, mas quando elas chegam em nossas vidas, deixamos de fazer muitas coisas legais por estarmos em função delas, mesmo que sejam pequenas coisas. Muitos casais esfriam por terem suas atenções muito voltadas para os filhos. Não esqueça do seu marido/esposa. Não deixem de fazerem coisas juntas. Deixe a criança com algum parente (mãe, tio, irmão, avó, sogra etc) e se tiver que contratar uma babá, que seja de confiança. Assim poderão fazer coisas que não fazem há algum tempo. É parecido com a dica número 4, só que voltarão a fazer coisas que já faziam. Viagem sem as crianças e parta para uma nova lua de mel. Tenha momentos únicos e exclusivos com o seu amor. O casal não tem que se livrar dos filhos, mas tem que existir o equilíbrio para que as atitudes do casal não sejam totalmente voltadas para as crianças. 


6 - Atos românticos

Não é que por estarem casados que o romance não seja preciso. O seu amor é como uma flor. Se for regada demais, morrerá afogada, se não for regada, morrerá de sede. Os atos e atitudes românticas nutrem o amor. Os atos românticos são muito importantes para o início da relação, mas no casamento são fundamentais para que ambos percebam que a união deve ser comemorada e vivida também em pequenos atos. Não deixe de andar de mãos dadas ou abraçada/abraçado com o seu amor. Não deixe de roubar aquele beijo quando menos o outro espera. Não deixe de fazer carinhos nos cabelos e no rosto. Não deixe de dizer que o ama/a ama. Mesmo que tenham discutido, não deixe de dormir junto do seu esposo/esposa, assim no meio da noite ou pela manhã o outro irá perceber que a união e o amor de vocês é mais forte que qualquer incompatibilidade. E no momento que um não dormir junto do outro, irá ver que a união talvez não possa mais fazer parte da vida dos dois. E que em qualquer briga mais séria, um poderá estar sem o outro, abrindo caminho para o divórcio.


7 - Seja inovadora/inovador junto com o tempo

Se você caminha para estar ou já encontra-se na terceira idade, esta dica é fundamental. Os tempos mudam. Há 15 anos este blog e nenhum outro no mundo existiam. Há 10 anos ninguém imaginava que poderíamos ter câmeras e assistir televisão no celular, hoje isto é possível. Não pare no tempo. Vá ao shopping com a sua esposa/marido. Peguem uma sessão no cinema, joguem videogame juntos. Fique antenado nas atualidades e nas inovações tecnonóligcas. Seja ativo. Acompanhe o mundo. Passe tempo com os netos. Tenha vivência com os jovens e olhe o lado positivo das tecnologias. Os carros antigos eram mais bonitos, assim como as casas eram maiores, mas hoje a passagem de avião está mais barata e há muito mais objetos e itens lindos destinados para decoração de casas. Todos temos saudades de quando éramos mais novos. Quando converso com um idoso que parou no tempo, só ouço reclamação: - Hoje está mais violento. Tudo é sofrimento e ninguém deve ter mais filhos! O mundo vai acabar logo! Antigamente as pessoas eram mais educadas!. 

E quando converso com idosos inovadores, eles falam: 
-Hoje é possível saber de várias culturas, saber da natureza com forma mais ampla. Se comunicar com as pessoas do mundo todo. Assistir coisas boas que antes eram difíceis. As pessoas podem ir para lugares distantes com facilidade. A saúde é muito mais avançada!. 

Geralmente o inovador se dá bem com os jovens e com outro idoso. Pare de reclamar e use e abuse das novas tecnologias, do avanço. Veja o lado bom delas. Faça com que elas lhe deem mais qualidade de vida. Assim você terá muito mais motivos para viver mais e estar junto de quem ama.


8 - A melhor saída pode ser o divórcio

Se percebeu que fez de tudo e não deu certo, o divórcio pode ser a melhor opção. A desvalorização, agressão física e o desrespeito podem acabar com qualquer casamento. Avalie as consequências, seu sentimento e o amor que o seu cônjuge sente por você. Faça um acompanhamento psicológico e procure um advogado para conhecer os seus direitos.

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. "Pode-se ter muitos motivos para não amar uma pessoa. Basta um e esse prevalece." (Drummond)

    "O amor é o maior dos sentimentos. Ele vem acompanhado do verbo, verso e verdade."
    (Calcanhar de Aquiles)

    Seu blog cada vez mais impecável e eu aqui todo orgulhoso.
    Texto impecável com temática necessária e preciosa.
    Quanto amadurecimento de ideias...
    O uso que você faz desse espaço é muito bacana e fundamental.

    ABração do velho amigo aqui.

    ResponderExcluir
  2. Hahaha.. adoreeei seu blog
    Muito bom seus textos!
    Não sou boa pra expressar o que eu realmente quero transparecer, aliás, tenho MUITA vontade de fazer um blog, até tentei mais acho que não vai muito longe. Hehehe
    Tenho tanta dificuldade pra expressa o que qro realmente na escrita.

    Você não tem umas dicas pra mim não? Hehehe
    Bjus, boa semana

    ResponderExcluir
  3. Eu só quero 7 dicas para me livrar dos ciúmes dele. Tem aí??? Então, 6. Tá bom, 5. 4? 3? 2? Uminha??? NEM UMINHA???

    Vc não vai com a minha cara???

    rs rs rs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Ah, não, não sei se nem quando vou casar... Ficar preso não é algo que me agrada muito, haha.
    Abraço

    ResponderExcluir

- Sem palavrões
- Deixe seu e-mail para que avise a você quando tiver respondido o seu comentário

Seu comentário é muito importante! Faça sua pergunta e irei te responder assim que possível!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...