A Homossexualidade na Adolescência


Kinsey foi constantemente criticado por simplesmente dizer que a homossexualidade no período de puberdade entre os jovens é normal, pelo fato de fazer parte do descobrimento do corpo e da excitação. Alguns estudos realizados em diversos países de forma independente, mostram que é frequente que adolescentes tenham alguma relação sexual com o amigo do mesmo sexo, como masturbação coletiva, beijo e até mesmo penetração, seja pelo próprio pênis, quando é feito entre garotos, ou dedos e objetos, quando referente a garotas. O grande problema é que já estamos no pleno século 21 e dificilmente isto é abordado nas escolas, pelo menos aqui no Brasil. Tenho notado que muito se fala em doenças sexualmente transmissíveis e as infinitas formas de evitar a gravidez (colocar limão na vagina não está incluído nessas "infinitas formas", pois não funciona; se você acreditar que limão evita a gravidez, já vai estocando fraldas que vai vir bebê por aí), mas é muito raro temas relacionados à masturbação e à homossexualidade.

Os jovens que passam por isso, e que não devem ser condenados pelos pais, podem achar que estão vivenciando alguma anormalidade ou até mesmo cometendo um ato inaceitável contra si mesmo, resultando no isolamento e no sentimento de erro ou culpa. É claro que é normal amigas se tocarem entre si, se conhecerem, assim como os garotos, que costumam dividir revistas de mulheres peladas e assistir filmes pornôs juntos. Mas se tivessem um diálogo com os pais e uma educação que abordasse esse tema, os jovens não precisariam de experiências com pessoas do mesmo sexo, pois já sabiam como funciona o corpo na fase da puberdade, sendo comum a aversão desses momentos neste período da vida, apesar de que não deveriam ter vergonha, aversão e muito menos nojo. A relação sexual entre adolescentes do mesmo sexo não significa que a prática vai perdurar até o final da adolescência, tal fato pode ocorrer devido às necessidades de descobertas na região genital.

Por algumas passagens bíblicas condenarem as práticas sexuais com pessoas do mesmo sexo,  diversas crenças que são baseadas nestes escritos acreditam que os homossexuais não serão aceitos por Deus. Deve-se admitir que o repúdio e a vergonha em  dialogar sobre esse tema com os jovens contribui para a confusão e os muitos conflitos internos que se passam na mente deles.

E só para ressaltar que ser homossexual não é considerado ser doente, inclusive o termo era descrito como homossexualismo, e como o sufixo "ismo" serve para designar uma doença, o termo foi retirado em 1973, pela Associação Americana de Psiquiatria, e em 1975, pela Associação de Psicologia.  Com isso, o homossexualismo caiu em desuso. Atualmente utiliza-se o termo homossexualidade.


Este texto foi atualizado em 24 de maio de 2014.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

- Sem palavrões
- Deixe seu e-mail para que avise a você quando tiver respondido o seu comentário

Seu comentário é muito importante! Faça sua pergunta e irei te responder assim que possível!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...