Guerra Mundial Z - Filme


Um trailer pode não revelar o que o filme verdadeiramente é. Foi exatamente isso que aconteceu com Guerra Mundial Z, teve forte marketing e divulgação - que cancelou a visita de Brad Pitt ao Brasil somente por causa das manifestações. O fato dos estúdios norte-americanos ainda fazerem com que o seu mocinho salve a humanidade era esperado, mas descartar as demais potências por meras questões políticas, fazendo com a Rússia seja mencionada como uma das nações que perdeu o controle, sem ao menos dar ênfase ao seu poder bélico e localização estratégica, já não tem mais tanta aceitação, exceto pelos próprios americanos. O presidente só é mencionado quando noticiam seu assassinato por uma multidão de zumbis - talvez porque o atual seja negro. Faltou o Japão, que é uma ilha e que com isso teria condições de resistir às infecções. Israel até que recebe certo respeito por ser retratado como o único consegue embarreirar o vírus, mas em seguida perde o controle como se não tivesse ao menos tecnologia ou avanço científico para saber que o som atrai os zumbis, quando na verdade é referência em tais áreas. 

Tudo isto é apenas uma questão pessoal, pois confesso que sou chato quanto às coisas que tentam desafiar o mínimo da minha inteligência - penso nos que simplesmente desconhecem essas questões e passam a acreditar que os EUA é o melhor em absolutamente tudo. Não houve nem mesmo uma simples e única referência à América do Sul, deixando nítido que não temos a mínima importância.

Avaliação: Bom (Ruim, Regular, Bom, Ótimo)
 
Trailer


Em termos de roteiro e efeitos especiais, o filme vai bem até a metade, depois fica parado, chato e focado em único ambiente - sede da ONU, onde é desenvolvida a vacina graças ao americanozinho. Deu a entender que o dinheiro da produção acabou e enrolaram para que conseguissem terminar, tanto é que tiveram inúmeras dificuldades como mudanças de roteiro, gravação de novas cenas e problemas com os efeitos especiais, adiando sua estréia por seis meses.  Fiquei pasmo como que um trabalho tão bem iniciado de uma hora para outra fica tão patético e monótono. Os intercâmbios que são feitos entre os poucos países citados lembram o 007, porém deixaram muito a desejar. As cenas onde mostram as multidões de zumbis foram realísticas, talvez as melhores de um filme do gênero.

Achei uma perda de tempo ter assistido a esse filme, mesmo tendo um nome de peso como Brad Pitt - e o único, mas que perde muito por querer mostrar uma soberania americana diante das demais nações quando já estamos em uma época no qual já é possível perceber que eles não são tão importantes assim.

Chego à conclusão que os zumbis já estão ultrapassados diante dos inúmeros filmes já realizados que abordaram o mesmo tema. O início e as consequências são as mesmas ou semelhantes em todos os que mostram pessoas mortas que se alimentam das demais. Em 03 de janeiro de 2012, Marc Foster (diretor) e a Paramount Pictures anunciaram que pretende fazer do filme uma trilogia, mas não existe o que o que explorar como novidade. Já está na hora dos roteiristas inovarem e fazerem bons filmes de suspense.

World War Z
WWZ - Guerra Mundial (PT)
Guerra Mundial Z (BR)
 Estados Unidos
 Reino Unido

2013 • cor • 110 min 
Direção Marc Foster
Produção Brad Pitt
Dede Gardner
Jeremy Kleiner
Ian Bryce
Roteiro Matthew Michael Carnahan
Drew Goddard
Damon Lindelof
Criação World War Z, de Max Brooks
Elenco Brad Pitt
Mireille Enos
James Badge Dale
Matthew Fox
Gênero Ação
Terror
Ficção Cientifica
Idioma Inglês
Música Marco Beltrami
Direção de arte Nigel Phelps
Direção de fotografia Ben Seresin
Figurino Mayes C. Rubeo
Edição Roger Barton
Matt Chesse
Estúdio Skydance Productions
Hemisphere Media Capital
GK Films
Plan B Entertainment
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Portugal 20 de junho de 2013
Estados Unidos 21 de junho de 2013
Brasil 28 de junho de 2013
Orçamento US$ 200 milhões
Receita US$ 540.007.876

Fontes: Wikipedia

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Eu não sou muito fã de filmes do gênero, preferindo a jogos, mesmo sendo péssima. Não nego que curto o clássico Resident Evil em filme, só porque foi o primeiro que vi e meio que me conquistou por isso. Eu não estava muito afim de ver esse filme, agora é que a minha opinião caiu mesmo, principalmente quando o EUA tenta estampar no filme que é superior a todas as outras nações do planeta.

    Beijão, Lari.♥
    Vitamina de Pimenta
    @laricrazy_

    ResponderExcluir

- Sem palavrões
- Deixe seu e-mail para que avise a você quando tiver respondido o seu comentário

Seu comentário é muito importante! Faça sua pergunta e irei te responder assim que possível!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...