As Manifestações Que Entraram Para a História do Brasil em 2013


As manifestações realizadas em 438 cidades do Brasil tiveram um significado histórico para o país no ano de 2013, e mostrou  aos governantes que eles devem respeitar e temer pela população, o que só aconteceu em raros eventos da mesma magnitude desde a Proclamação da República, em 1889. Uma presidente que na época da campanha presidencial (2012) prometeu mudança, com decisões mais duras no combate à ineficiência das ações políticas para o bem dos brasileiros, rompendo com maquinário sujo e nojento da corrupção política, aos poucos demonstrou que além de não ter interesses políticos para mudar, constantemente revela despreparo, frieza e falta de carisma, fatores cruciais para um governante em momentos onde é preciso de grande articulação política para que os projetos desejados pela população sejam votados pelos deputados.





Em nenhum outro momento, o Brasil esteve diante de tantos casos de corrupção e desrespeito ético e moral dos políticos com seus eleitores. U$ 40 bilhões, este é o valor estimado para a Copa do Mundo Brasil em 2014, onde grande parte do investimento veio dos cofres públicos para a construção de vários estádios localizados em cidade onde sequer existe clube residente, como o Castelão, em Fortaleza. Há décadas que não se tem observado nenhuma evolução nas áreas fundamentais, a saúde, segurança e educação, uma consequência da falta de vontade política - o que seriam dos planos de saúde se o SUS funcionasse? - atrelada à corrupção e a desculpa da falta de verbas necessárias para resolver grande parte estrutural destes setores, a população brasileira teve sua gota d'água com o aumento de 20 centavos nas passagens de ônibus, que por sinal tem o maior valor do mundo e oferece um dos piores serviços. Enquanto que em Nova Iorque, o cidadão tem que trabalhar 6,33 minutos para custear sua passagem, no Rio de Janeiro é necessário 12,73  e São Paulo 13,89. Em Tóquio, que conta uma das melhores malhas ferroviárias e rodoviárias do mundo, 9,06, enquanto que na Argentina, apenas 1,44 minutos.



Junto às manifestações, se tem visto com regular frequência as notícias da inflação, uma grande vilã das crises financeiras, gerando aumento nos preços dos alimentos. Diante deste cenário, os meios de comunicação fizeram o possível para "distrair" o povo com o futebol nas Copas das Confederações, porém ele preferiu ir às ruas lutar para que seus direitos sejam garantidos. E mesmo que quisesse ir aos estádios, o preço dos ingressos não era compatível com a classe média; os preços variaram de 28,50 (meia entrada para a primeira fase) a 418 reais (ingresso para  partida final).




No Rio de Janeiro, os manifestantes foram taxados de marginais e sofreram repressões similares aos da época da ditadura militar (1964-1985). Além de se esconder, o governador Sérgio Cabral, taxou os manifestantes de marginais e no primeiro momento declarou que o movimento era político e que não espontâneo da manifestação. No decorrer dos meses, inúmeros atos foram realizados em frente à sua residência contra a sua arrogância, prepotência e o uso de helicópteros, pagos com dinheiro público, para fins particulares:

"Ele costuma passar os fins de semana em sua casa em Mangaratiba com a mulher, os dois filhos, duas babás e Juquinha, o cachorrinho de estimação. O meio de transporte da turma é o helicóptero oficial do governo — um Agusta AW109 Grand New, que Cabral mandou comprar por 15 milhões de reais em 2011, depois de voar em um igualzinho, de propriedade de Eike Batista. Às sextas, o Agusta leva para Mangaratiba todo mundo, menos Cabral, e retorna ao heliporto do governo.  No sábado, leva apenas Cabral e volta. No domingo, faz duas viagens: a primeira traz a família Cabral e a segunda, as empregadas — no que é chamado pelos pilotos de "voo das babás". "Já levamos para Mangaratiba cabeleireira, médico, prancha de surfe, amigos dos filhos. Uma babá veio ao Rio pegar uma roupa que a primeira-dama tinha esquecido. Uma empregada veio fazer compras no mercado. É o helicóptero da alegria", diz um piloto." - Veja


Com grande declínio em seu índice de reprovação na média nacional, a presidente Dilma Rousseff veio a público fazer um discurso sem consistência, onde prometeu um pacto que poderia ser feito no início do seu mandato, e que mais uma vez faltava com a verdade quando disse que a Copa não contém nenhum investimento público, como se todos não soubesse das quantias investidas pelo governo,  R$ 28,1 bilhões:







As manifestações populares focadas em objetivos específicos, com ordem e organização, foram primordiais e expressivos em diversos momentos de suma importância para a democracia do Brasil, como as Diretas Já (1983-1984) e os Caras Pintadas (1992), porém nenhuma delas foram tão expressivas quanto as de 2013. Todos ficaram admirados com o poder das redes sociais em mobilizar milhares de pessoas em um curto espaço de tempo, antes da internet mobilizações inferiores levavam tempos e divulgação em diferentes meio de comunicação. A Globo por sua vez utilizou as mesmas manobras quando as pessoas foram às ruas pedirem o fim da ditadura militar, não destacando os atos que aconteciam em várias cidades ao mesmo tempo, e quando noticia, contabiliza um número inferior de manifestantes, fato que gerou revolta aos brasileiros.


Nos principais países considerados de primeiro mundo existem manifestações que terminam com alguns atos de depredação, porém com grande resultado, seja gerando mais empregos, contra a crise financeira mundial ou a morte de algum estrangeiro. Enquanto que no Brasil, o povo luta para que os políticos não roubem o dinheiro público e trabalhem em prol das vontades da população - na maior parte do tempo eles trabalham para as vontades dos seus partidos e empresários.


 A nova geração, que não chegou a lutar pelo fim da ditadura, está conhecendo o gosto de ir às ruas, cantar o hino nacional e lutar pelos seus direitos, o que é muito melhor do que simplesmente reclamar e ficar amargurando em redes sociais ou em  rodas de amigos. Vandalismo, infelizmente, irá acontecer onde existirá grande concentração de pessoas, porém é necessário saber que o principal vândalo é aquele que rouba o dinheiro público. Depois que os governantes foram obrigados a reduzirem as passagens de ônibus, metrô e barcas, as manifestações tiveram uma significativa diminuição, mas um grande ato está sendo marcado para o dia 07 de setembro, data da comemoração da Independência do Brasil:


Em 21 de junho de 2013, o jornalista Ricardo Boechat fez um comovente e exemplar desabafo a respeito das manifestações:



http://www.clicapiaui.com/esportes/82727/saiba-precos-e-que-jogos-ainda-tem-ingressos-disponiveis-na-copa-das-confederacoes.html

Entre Julho a 10 de agosto de 2013, foi aberta uma enquete no blog com a seguinte pergunta: "Você é a favor de novas manifestações pelo Brasil?", 26 leitores votaram que são a favor e quatro votaram contra, totalizando 30 votos. E você, o que acha das manifestações?

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Muito boa a postagem! legal vc abordar esse tema, é extremamente polêmico e vai entrar para a história, pode ter certeza!
    beijão
    ;*

    ResponderExcluir
  2. Amei o post, acho que foi um fato bem marcante, eu queria muito ter ido pra rua, mas quem disse que minha mãe deixou? acho que agora o governo sabe que essa geração não é tão alienada como pensavam
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Muuuuuuuit bom seu post, viu! Uma visão bem completa sobre as coisas. Eu, particularmente, participei de algumas manifestações e quero muito que as pessoas se encontrem agora. Foquem e não parem e nem se percam na luta!

    Um beijo
    www.kvcomvoce.com

    ResponderExcluir
  4. Acho super bacana as manifestações, mas sem violência. Seguindo seu blog também
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu adorei toda essa movimentação, mas não adiantou em nada =s

    ResponderExcluir
  6. Uma bela retrospectiva! O Brasil demonstrou a sua indignação e acordou políticos! A base do PT está estremecida e ao contrário do que a Camila pensa, adiantou muita coisa! Agora os brasileiros sabem que, independente de partidos, somos uma grande nação! 7 de Setembro terá uma grande manifestação. Vamos? :)
    Bom fim de semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  7. Foi legal ver todas as manifestações,ver o povo indo as ruas e reivindicando seus direitos...deu pra ver q o pova ta cansado de todas as roubalheiras + acho q todo o esforço foi em vão.
    infelizmente.
    Otimo post, estou seguindo aki tbm!

    Bjos :*
    http://rachelmalheiros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Espero muito que estas manifestações tenham vindo para realmente mudar o Brasil.
    Retribuindo a visita e já seguindo.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

- Sem palavrões
- Deixe seu e-mail para que avise a você quando tiver respondido o seu comentário

Seu comentário é muito importante! Faça sua pergunta e irei te responder assim que possível!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...